30 de jun de 2010

Gisele tamanho 48

Apesar de ainda vivermos na ditadura da magreza, as adeptas da beleza real vão conquistando seus espaços nos mais diferentes segmentos. No passado, Michelangelo, Toulouse Lautrec, Caravaggio, Klimt e Renoir eternizaram as mulheres de formas fartas. Tá certo, você vai dizer que eram tempos de padrões de beleza muito diferentes. Mas, a moda vai e volta, não é mesmo? Por que não? Hoje as mulheres turbinam os seios. Na década de 80, elas faziam redução de mamas. Portanto... viva a nossa ‘Gisele GG’ Flúvia Lacerda.


"A Gisele de tamanho 48"

"Se nossas magrinhas são as mais lindas do mundo, ao olhar para Fluvia Lacerda podemos dizer o mesmo sobre as nossas gordinhas. A top model plus size tem 29 anos, 1m72 de altura, veste manequim 48 e, antes de ser alçada ao Olimpo fashion GG, comeu o pão que o diabo amassou em terras americanas, onde vive há12 anos. Sem trocadilhos. "Antes de ser modelo, lavei chão de restaurante, fui babá e faxineira. Não tinha dinheiro para nada, comia macarrão instantâneo. Hoje, tenho um duplex em frente ao rio Hudson, em Nova York, e uma casa de praia no México", explica a top que, há três anos, é contratada da Elite Models internacional. "Quem diria que uma gordinha poderia ser considerada linda e sexy? Quando contei aos meus amigos, no Brasil, sobre o trabalho, todos olharam de forma estranha. Acho que pensaram: ‘Fluvia, modelo’?", diverte-se. Nem as desconfianças, o preconceito e as piadinhas com as quais teve de conviver abalaram a autoestima. "É engraçado dizer, mas eu já nasci com autoconfiança. Uso a lógica para me desvencilhar dessas paranóias. Sempre vão existir críticas: se você é muito alto precisa ser mais baixo, se tem cabelos vermelhos deveriam ser louros, se ele é cacheado precisaria ser liso. E nessa loucura de se encaixar nos moldes que a sociedade empurra goela abaixo, as pessoas esquecem de viver, de se amar e de se dar a chance de se conhecer melhor para, quem sabe, gostar de si mesmo", enumera Fluvia, que tem planos de lançar uma marca de moda GG no Brasil. "Quero mostrar aos brasileiros que esse mercado é uma mina de ouro!".




"não troco minha gordinha por ninguem,
quilinho a mais me satisfaz, me faz tão bem...♪"

Um comentário: