29 de jul de 2010

Triste Realidade


Vida na Favela..

Fecho meus olhos para começar o dia
Prefiro não ver o tiroteio à frente
Prefiro não ver a juventude perdida
Não queria mais ter medo de bala perdida
Por isso fecho meus olhos...
Não quero ser surpreendida e perder a vida
Crianças trocam suas armas de brinquedo por armas de verdade
Famílias já não agüentam viver com medo da realidade
Os poucos moradores do morro já não suportam mais tanta crueldade
Um tiro é disparado. Será de um traficante ou de um policial?
Já não se sabe...
Até quando estarei protegida?
Será que meu destino de favelada é ser prostituta, drogada ou bandida?
Eu não quero nada disso...
Eu quero uma vida digna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário